Mandioca e camarão

camaraoNão, não é uma receita de mandioca com camarão. Apenas uma constatação: mandioca e camarão têm uma coisa muito importante em comum. A menos que você seja uma cozinheira jeitosa (e esse não é o meu caso, acredito que também não é o seu) devem ser comprados já limpos.

Pagar os pecados

Minha querida sogra nos presenteou com um quilo de camarões – dos grandes – congelados. Pior é que estavam do jeito que vieram ao mundo. Meu marido até que tentou me ensinar limpando um deles, mas cada vez que tirava a vasilha da geladeira e dava de cara com todos aqueles olhinhos, barbatanas, garras ou seja lá o que aquele bicho horrendo que mais parece coisa de filme de terror tenha, eu desistia no ato.

Eu nem ficava olhando muito para aqueles bichinhos horrorosos porque tinha medo de ter pesadelo à noite. Será que os produtores de filmes de terror já deram uma boa olhada num camarão? Com alguns ajustes dava um monstro da hora.

Conclusão: foram para o lixo. E eu quase fiz uma “seção de descarrego” no meu congelador.

Quem inventou a mandioca não queria que ela fosse comida

Essa é a minha conclusão, porque independente da faca que for usar você vai ter que botar muque, minha filha! E tem que ter jeito (não é só uma questão de força) porque dizem (eu nunca experimentei, então não sei) que se não tirar a casca direito a mandioca “fica amarga”.

Se mandioca não é pra ser comida então eu respeito, não como. Só se algum cozinheiro de restaurante desejar desrespeitar a sagrada lei da natureza e decidir se arriscar a tirar a casca daquilo lá, então eu como com prazer.

Sugestão: compre limpo

Tanto para camarão quanto para mandioca, só como se alguém preparar ou então se alguém estiver vendendo já sem casca. Pergunto ao vendedor, como na piada do preguiçoso que era tão preguiçoso que estava quase pra morrer de fome, então o povo da cidade botou ele num caixão e encenou um enterro pra ver se ele criava vergonha na cara.

Um forasteiro ao saber da história pede pra parar o enterro e abrir o caixão.

– Tenho lá em minha fazenda uns sacos de arroz que posso lhe doar, assim não dependerá da caridade alheia.

Então o preguiçoso pergunta (como eu faço com os vendedores de mandioca e camarão):

– Tá limpo ou com casca?

– Com casca.

Aí o preguiçoso – e eu também – respondemos:

– Então podem tocar o enterro!

assinaatura

Anúncios

Tags: , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: