Introdução aos mistérios da culinária

Entro na minúscula cozinha disposta a aventurar-me pelos intrincados e obscuros caminhos da culinária. O estômago encosta nas costelas, rangendo de fome. Nada pronto na geladeira. Abro o armário e escolho uma dessas repugnantes sopas instantâneas, tipo Minojo. No pacote dizem que é rápido e fácil de preparar. Leio atentamente as instruções do pacote, releio e vou executando. Dois copos de água fria numa panela, depois despejo o conteúdo do envelope na água da panela. Faço exatamente o que reza a bula da droga instantânea, mas dentro da panela cai junto com o macarrão em placa um pacotinho prateado, que lembro então, contém o tempero pra sopa. A água está quase fervendo, o saquinho encostado na panela começa a derreter. Pego um garfo e tento pescá-lo de dentro da panela. O vapor da água borbulhante me queima o dedo.

– Merda! – praguejo.

Depois de alguns minutos de arriscadas manobras com o garfo, evitando o vapor quente, finalmente resgato o envelope e num golpe atiro-o pra cima… ele cai diretamente no peito do meu pé.

– Bosta! – me irrito.

Com um chute jogo-o longe, cai em cima da pia e, derretendo, começa a espalhar seu conteúdo nojento na pia limpinha. Com um pano de prato, cuidadosamente, evitando novos acidentes, pego-o e, antes que esboce alguma reação contrária, jogo-o dentro do baldinho de lixo da pia, tampando-o em seguida… nunca se sabe!

Enquanto estou nessas manobras arriscadas, a água da panela vai secando, então quando me viro, satisfeita por ter me livrado do perigoso pacotinho, dou com uma fumaça branca que sobe da panela. Rápidamente encho um copo dágua e jogo na panela, que emite um ruído forte e dela sobe duas vezes mais fumaça que antes. Assustada, tiro a panela do fogo, provocando alguns respingos de água no braço. Minha reação instantânea é jogar a panela com minojo queimado e água fervente na pia.

Depois contemplo, consternada, a bagunça na pia e na cozinha, que mais parece o cenário de uma guerra que propriamente uma cozinha. Panos de prato, garfos, macarrão queimado.

Infelizmente, nada comestí­vel.

– Desisto, que merda! – vocifero.

Retiro-me da cozinha derrotada, faminta, disposta a comprar um livro de culinária no dia seguinte.

(Escrito por Zailda Mendes)

Anúncios

Tags: ,

7 Respostas to “Introdução aos mistérios da culinária”

  1. Gonçalo de Assis Says:

    Caramba Zailda
    Vc não almoçou mas eu ri a valer
    Parece-me que essa sopa ai tem uns certos impetos de ferocidade
    Um abraço

  2. Sonia da Rocha Lima Says:

    Odeio esse tal de Miojo.
    Mas já consegui fazer uma omelete com champion,presunto cortadinho,queijo prato cortadinho em quadradinhos(maior trabalho para cortar em quadradinhos e derrete tudo) e sal a gosto.
    Peguei um prato para virá-la na frigideira.
    Acredita que escapou da minha mão quando virei o prato para devolve-la do outro lado e caiu toda a minha omelete no meio das bocas do fogão?
    Pior que eu estava com uma amiga dessas metida a chique que burramente convidei para jantar na minha casa!
    Acabamos no Manoel Joaquim jantando e uma cozinha toda suja para eu limpar na volta.
    Ainda soube que ela depois falou para uma amiga minha:é uma verdadeira imbecil na cozinha por isso não quer casar!
    Aí pergunto:o que tem a ver o … com as calças?
    Afff….!!!Juro que gostaria de ter jeito,mas não tenho!
    Eu acho que cozinha é jeito.
    Bjsss…milll…

  3. zailda Says:

    Chorei de rir com sua história, afffff… como o próprio blog faz questão de alardear, você não está só. Essa é digna de ir para a galeria dos desastres gastronômicos. Me desculpe, mas estou rolando de rir.
    Também sou um zero na cozinha mas casei 5 vezes, e daí, o que tem a ver? Vai ver a máxima de que a mulher segura o homem pelo estômago, os maridos não aguentaram ser cobaias e foram embora.
    kkkkkkkkk

  4. Sonia da Rocha Lima Says:

    Antes de saber do seu trauma de saquinho eu já tinha passado aqui.
    Mas nem comparação!!!
    Saquinho de arroz são bem maiores, tem furinhos e feitos para alta temperatura.
    Aqueles do Miojo caem sempre na panela porque de tão pequeninos nem se acha ali,não são feitos para o calor e nem tem furinhos.
    Saquinho de arroz é coisa de chique tá?E saquinho de Miojo de pobre!
    Sacaniei geral!
    Me acabando de rir aqui!
    Risossssss….

  5. zailda Says:

    Mesmo depois de tantos casamentos, confesso que você entende de saquinho muito mais que eu. Adorei a explicação, depois dessa aula de saquinho acho que serei capaz de diferenciá-los quando os vir novamente. Só não sei se vou me lembrar de como lidar com eles. Afff… que complicação. Blogar é bem mais fácil. Se algo der errado, aperto “delete” e fica resolvido. Se algo der mais errado ainda, aperto “ctrl z”, se der MUITO errado, aperto “excluir blog”. Pronto. E ninguém nem precisa ficar sabendo. Nada de platéia sentada à mesa a postos para rolar de rir.

  6. Milena Says:

    Nossa, me indentifiquei muito com a dificuldade de cozinhar…. Sou recém casada e estou aprendendo agora a cozinhar… Parabéns pela inciativa e de por receitas detalhadas como por exemplo a canjica…

  7. Paula Says:

    Adorei, ainda mais que não me senti a ultima mulher da terra que não se da bem na cozinha. Ainda bem q me casei c/ um homem que não gosta mto de comer, ufa.
    Eu vivo dizendo a meu marido que a cozinha é um lugar extremamente perigoso, lá dedos são cortados e queimados, principalmente os meus.
    Mas ele já se acostumou, tanto q uma vez fui inventar de fazer 1 bolo de caixinha pra ele, pra comemorar o aniversário a dois, lá na terceira tentativa (verídico, eu gastei 3 caixinhas) até q o bolo saiu bonitinhos, só tinha uns queimadinhos do lado, nada d+. Mas, meu querido, depois de da primeira mordida seguido de uma careta, na maior compreensão da terra me disse “minha linda, mto obrigado, mas da próxima vez compra um pronto, dá menos trabalho”.
    A vida é assim, umas nascem pra cozinhar, outras pra comer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: